segunda-feira, 7 de junho de 2010

ARROZ NEGRO

Recentemente, em um evento que estava realizando, tive dificuldades no cozimento do arroz negro.
Nós, profissionais da culinária, também passamos por estas situações.
Mesmo buscando o modo de preparo inserido na embalagem do produto, definitivamente o arroz não cozinhava, mesmo tendo passado o dobro do tempo previsto para este cozimento.
Alguns alunos e alguns clientes também, ja aviam me informado sobre esta situação mas não havia acontecido comigo.
Optei por um procedimento, que não é informado nas embalagens e deu certo.
Desta forma, estou compartilhando o mesmo com vocês.

ARROZ NEGRO

É um arroz saboroso. Combina muito bem com peixes não muito condimentados. Há uma história chinesa que ele era conhecido como o “arroz proibido” por ser afrodisíaco, e era consumido somente pelo imperador.

Sua cor negra não é artificial. É natural e além de integral, tem menos caloria e gordura que o integral convencional e mais fibra e proteína. Cuidado para não confundir com o arroz selvagem que é escuro e comprido. Este têm grãos curtos e é meio acastanhado

Modo de preparo

O arroz negro é mais duro que os demais. Deixe -o de molho em água por umas 2 horas antes do início da preparação.

Prepare a água quente e coloque o caldo escolhido dissolvendo na água.

Em uma panela, refogue cebola e alho no azeite. Coloque o arroz negro escorrido e refogue para selá-lo. Vá colocando o caldo preparado quente com auxílio de uma concha aos poucos e vá cozinhando o arroz (é o mesmo processo do risoto). Não precisa utilizar todo o caldo se o arroz atingir o ponto antes (estiver cozido e macio). Quando atingir este ponto (ele fica bem parecido com um risoto, ou seja, mais cremoso do que soltinho) corrija o tempero conforme seu gosto.

Sirva a seguir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário