segunda-feira, 25 de julho de 2011

SOBRE ABOBRINHA E BERINJELA

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE ESTAS MARAVILHAS- POR GIUSEPPE APRILE

Abobrinha
A abobrinha, courgette ou curgete (Cucurbita pepo L.) é um fruto pertencente à família cucurbitáceas, assim como a melancia, o melão, o pepino e a abóbora. Pertence ainda ao género das abóboras e costuma-se colher ainda verde.
Originou-se no continente americano, do Peru até sul dos Estados Unidos. É um fruto de fácil digestão, rico em niacina, além de ser fonte de vitaminas do complexo B e possui poucas calorias
Os tipos
Os dois tipos de abobrinha são mais comuns no mercado brasileiro: a abobrinha tipo menina, que tem o fruto com pescoço e a tipo italiana (zucchini), com o fruto alongado sem pescoço. As cores vão do verde bem claro, quase branco, até verde médio com faixas de cor verde mais escuro. Em alguns mercados, pode-se encontrar fruto de cor amarela forte e uniforme, que não deve ser confundido com o fruto verde amarelecendo por estar velho.
Os frutos são muito sensíveis e se machucam com facilidade, apodrecendo rapidamente nas partes machucadas. Por isto, escolha-os com cuidado, sem apertá-los ou danificá-los com as unhas
Dicas para consumo
Abobrinha
Escolha os frutos firmes, com a casca de cor brilhante, sem partes escuras ou amolecidas. As abobrinhas devem ter no máximo 20 cm de comprimento. Quando menores são mais tenras e saborosas.
Quando já picada e embalada em filme de plástico deve obrigatoriamente estar em expositor refrigerado. Preste atenção no prazo de validade e não compre se houver formação de líquido amarelado no fundo da embalagem, o que indica que o fruto está começando a se deteriorar.
Prefira comprar frutos com o cabinho, pois eles se conservarão por mais tempo.
Incremente o sabor do macarrão acrescentado pequenos pedaços de abobrinha cozida ao molho. Pratos da culinária oriental também incorporam facilmente a abobrinha.
Os seguintes temperos combinam com a abobrinha: alho, cebola, pimenta, cebolinha verde, azeite, limão, vinagre, gergelim, manjericão. Igualmente, a abobrinha também pode ser combinada com condimentos tradicionais da culinária oriental (i.e coreana, japonesa ou chinesa) como o ''shōyu'' (molho de soja fermentado), azeite de gergelim (extraído de sementes de sésamo torradas), etc.
As flores da abobrinha, bem como as de todos os tipos de abóboras, podem ser incorporados em diferentes pratos por serem comestíveis (i.e omeletes, saladas, etc.).
A abobrinha italiana é encontrada de julho a dezembro e a abobrinha menina de setembro a janeiro

Berinjela, nome científico Sonalum melogena.

Hortaliça arbustiva da família das Solanáceas (mesma que do tomate), da qual são consumidos os frutos. Originária da Índia e introduzida na Europa pelos árabes, através da Península Ibérica.
É um vegetal muito versátil que compõe a culinária internacional, como o curry da Índia, o moussaka grego, o baba ghanoush do Oriente Médio e o ratatoiulle francês. Devido à consistência similar à da carne, é muito utilizada na preparação de pratos vegetarianos.
A mais conhecida é a berinjela de casca roxa e formato ovalado, mas também existem as de coloração branca, creme, rajada e formatos redondo e alongado
Cuidados na compra, armazenamento e preparo
A berinjela de boa qualidade deve apresentar pedúnculo verde e rijo, fruto escuro, sem manchas, macio, de pele fina, brilhante e sementes claras.
Quando muito madura, por ter sido guardada durante muito tempo, ou quando colhida precocemente, tem aparência murcha, enrugada e mole, e o sabor pode ser amargo e desagradável.
Até o momento do preparo, deve ser armazenada inteira e com casca, para que não haja perda de nutrientes e alterações sensoriais, sob refrigeração, por um período máximo de 4 dias.
Antes de ser preparada, deve ser bem lavada em água corrente.
Deve ser cortada imediatamente antes do preparo.
Pode ser consumida cozida, assada, frita, grelhada, em conserva, recheada e refogada. Devido à consistência esponjosa, quando é frita, absorve muito óleo e o valor calórico final da preparação é aumentado em até 4 vezes.
Sempre que possível a berinjela deve ser preparada com casca e em pedaços grandes para minimizar a perda de nutrientes. Deve-se evitar o tempo prolongado de cozimento em altas temperaturas, reduzindo assim as perdas das vitaminas hidrossolúveis.
Se for cozida em água, o volume da água de cozimento deve ser o menor possível, para evitar a perda de nutrientes por dissolução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário